Página Inicial Facebook Twitter Instagram YouTube WebMail

Moreira Franco

Nota de ministro ameniza declaração sobre engenheiros

Postado em: 05/11/2013

Após gerar grande polêmica entre engenheiros e engenheiras e, consequentemente, causar o levante de diversas entidades de classe em defesa dos profissionais ao dizer que os engenheiros do Brasil são “ruins e elaboram projetos mal feitos”, o ministro ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil do governo, Moreira Franco, divulgou nota oficial em que tentou amenizar sua declaração. Na nota, o ministro contextualiza sua opinião, que foi prestada durante o Encontro Nacional de Editores da Coluna Esplanada, em 31 de outubro. Veja, abaixo, a nota oficial na íntegra.

NOTA OFICIAL

Em respeito ao engenheiro brasileiro, gostaria de esclarecer a opinião prestada como palestrante convidado no Encontro Nacional de Editores da Coluna Esplanada, promovido na quinta-feira, 31/10, pelo jornalista Leandro Mazzini.

Ao responder uma das indagações sobre atraso de obras da Infraero, eu disse que o país ficou quase três décadas sem investimentos em infra-estrutura. Esta tragédia, além de tornar o Brasil altamente deficiente na garantia de uma logística moderna e econômica, desorganizou a engenharia nacional, na década de 70 uma das mais dinâmicas do mundo. Grandes empresas de projetos fecharam as portas por falta de trabalho, empreiteiras buscaram outras atividades em diversos setores e toda uma geração de jovens engenheiros, por falta de empregos, buscou o mercado financeiro para se realizarem profissionalmente.

Tal situação provocou um gap geracional, interrompendo o processo natural de qualificação profissional pela transferência de conhecimento via estágio e convivência com os mais experientes. Hoje, com o retorno dos investimentos em obras públicas, estamos em fase de recuperação do tempo perdido.

A consequência inevitável é a contratação de pequenas e médias empresas de projetos que nem sempre apresentam trabalhos tecnicamente aceitáveis, o que provoca atrasos no andamento das obras.

Sou e sempre fui, em todos os cargos executivos que exerci em minha atividade pública, admirador e defensor da qualidade e criatividade do engenheiro brasileiro. Tenho certeza que rapidamente teremos empresas de projetos e execução de obras com a mesma qualidade que tivemos no passado.

A Secretaria de Aviação Civil trabalha arduamente para trazer o modal aéreo brasileiro para o século 21 e conta com a engenharia nacional nesta missão nobre e urgente para o nosso país.

Moreira Franco

Ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil

Enviado por: Luiza Nunes


Notícias Relacionadas:

Cadastre-se e receba o Senge Online, a newsletter semanal do Senge-MG.

* Nome:
* E-mail:
* Empresa:
Telefone:
Código:

NEGOCIAÇÕES COLETIVAS

|Selecione o ano:
T: 9

ACORDOS E CONVENÇÕES

SINDICATO DE ENGENHEIROS NO ESTADO DE MINAS GERAIS

Rua Araguari, 658 • Barro Preto • BH / MG
CEP: 30190-110
(31) 3271 7355 • (31) 3546 5150
sengemg@sengemg.com.br

Negociações Coletivas:
(31) 3271-7355 | E-mail: nc@sengemg.com.br
Página Inicial Facebook Twitter Instagram YouTube WebMail
2019, SENGE MG - SINDICATO DE ENGENHEIROS NO ESTADO DE MINAS GERAIS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS